• Colo Cumaru

Comunicação pelo olhar

Recentemente a seção Viva Vem do UOL publicou uma matéria com o título "Primeira médica com tetraparesia do Brasil usa o olhar para se comunicar".


Como seguimos Natálie Iani Goldoni, facilitadora da comunicação suplementar e alternativa, fonoaudióloga e educadora, corremos para suas redes sociais para confirmar se ela havia visto tal matéria. Surpresa zero. Lá estava ela, afirmando: "comunicação alternativa de baixa e, depois, de alta tecnologia, salvando a comunicação de uma médica, graças ao conhecimento de um médico que apresentou a prancha de comunicação para ela dentro da UTI".


Quem é paciente de Natálie, foi sua aluna em algum curso ou é seguidora em suas redes sociais aprende que o cuidar vai além de olhar para a doença e descobre a beleza da comunicação alternativa.


Não há limites para o cuidar, para a empatia e para a compaixão. A história da médica Elaine Luzia dos Santos, que aos 33 anos sofreu um AVC mas não parou de estudar, fala sobre isso.



Foto: Hal Gatewook (Unsplash)



36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo